Autoestima e acolhimento mudam a vida de todos

Brasil

 


Episódio #24 – Podcast 2030

Por Renata Brunetti

A vontade da querida Simone Lozano em doar um pouco do seu tempo e, assim, ajudar de alguma forma outras pessoas falou mais alto. Desse desejo nasceu o Instituto Chefs Especiais, um trabalho gastronômico inclusivo e inovador para pessoas com Síndrome de Down criado por ela em 2006. “Eu queria muito retribuir todas as coisas boas que a vida me proporcina”, diz ela. Embora eu já conheça os Chefs Especiais e a Simone há muitos anos, foi assim que começou o bate papo delicioso que tivemos para o 2030, podcast do Change for Good.

Segundo Simone, “as pessoas com síndrome de down hoje tem uma expectativa de vida parecida com a nossa. O que acontece é que seus cuidadores acabam morrendo e elas ficam. Acabam indo morar na casa de familiares, em casa de repouso ou de asilo. E elas acabam sendo um peso e a maioria morre de depressão”, conta. A gastronomia, nesse aspecto, é uma forma de dar autonomia e autoestima para eles, já que eles poderão fazer parte da dinâmica da casa de onde estiverem, se fazendo presentes e participativos. 

A Simone me contou que o projeto atende 300 alunos por ano e que, nesse período de isolamento social, eles tiveram que se reinventar completamente. “Num primeiro momento, eu achei que seria algo passageiro. Mas, o tempo estava passando e os meninos estavam ficando muito ansiosos. Quando percebi que seria algo mais longo, pedi para que os professores começassem a gravar as aulas de casa, pelo celular mesmo”, conta. Passado esse primeiro susto, Simone não deixou a peteca cair e repensou todo o projeto para se adaptar a essa situação em que vivemos. “Os vídeos hoje são incríveis. Tudo padronizado, ganhamos instrumentos de som e luz também. Nós viramos um estúdio.”

O Instituto tem um café muito gostoso cujo atendimento é todo feito pelos alunos. Embora eu ainda não conheça o café, tive a felicidade de conhecer o trabalho desses jovens num evento que organizei para investidores de impacto. A presença deles foi uma experiência viva da riqueza de um negócio com valores e propósitos tão evidentes. Eu super recomendo o café que, neste momento de pandemia, está atendendo por delivery!

Sobre Simone Lozano

Diretora Presidente e fundadora do Instituto Chefs Especiais desde 2006 e Fellow Ashoka.

Dicas 

Música: Monte Castelo, da Legião Urbana

Livro: O poder do agora, de Eckhart Tolle (traduzido por Iva Sofia Gonçalves Lima e lançado pela editora Sextante)

Organizações citadas

Instituto Chefs Especiais

O Instituto Chefs Especiais se trata de um trabalho gastronômico inclusivo e inovador para pessoas com Síndrome de Down. Criado por Simone Lozano  em 2006, que tinha o intuito de disponibilizar parte do seu tempo e energia para uma causa social, em retribuição à todas as coisas boas que a vida lhe proporcionara. Porém, o que, inicialmente, era apenas um agradecimento ao universo, tornou-se uma missão: realizar muito mais por essas pessoas, facilitando-lhes a autonomia, já que, atualmente, sobrevivem aos seus cuidadores.

https://chefsespeciais.wixsite.com/chefs/institucional

Ashoka

Ashoka Empreendedores Sociais é uma organização internacional sem fins lucrativos, com foco em empreendedorismo social, fundada na Índia por Bill Drayton em 1980.

https://www.ashoka.org/pt-br

Instituto Rodrigo Mendes

Uma organização sem fins lucrativos com a missão de colaborar para que toda pessoa com deficiência tenha uma educação de qualidade na escola comum.

https://institutorodrigomendes.org.br

Como podemos, enquanto pessoa e sociedade, ajudar na sua causa? 

“Para mim, o segredo é olhar mais as coisas com o coração. A gente olha muito engessado 

e a gente vai ficando duro com o passar dos anos.”

Dados 

As pessoas com deficiência de síndrome de down têm uma expectativa de vida de cerca de 60 anos. A medicina avançou muito no entendimento da síndrome, mas eles também precisam de autoestima.

*O Change for Good agradece a direção e produção da Overmedia e a criação da vinheta (inspirada na consagrada Alegria Alegria de Caetano Veloso)  pelo músico e compositor  Marcellus Meirelles e aproveita para agradecer e se desculpar por ter tomado emprestado, sem sequer pedir licença, a música Monte Castelo, de Legião Urbana, para fechar este episódio.

Apoio aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

Essa iniciativa contribui para o alcance de:

  • ODS 10 - Redução de desigualdades: que visa Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles

Ouça agora nos tocadores